Metrobus liga Reboleira ao Dolce Vita Tejo (22.09.2010)

Ir em baixo

23092010

Mensagem 

Metrobus liga Reboleira ao Dolce Vita Tejo (22.09.2010) Empty Metrobus liga Reboleira ao Dolce Vita Tejo (22.09.2010)




Objectivo é extensão a Odivelas
Metrobus liga Reboleira ao Dolce Vita Tejo


A Câmara Municipal da Amadora apresentou o projecto “Metrobus”, um novo meio de transporte que irá ligar, numa primeira fase, a futura estação intermodal da Reboleira, servida pela CP e Metropolitano de Lisboa, e o Centro Comercial Dolce Vita Tejo. Numa segunda fase, o Metrobus será prolongado ao concelho de Odivelas, ligando o Dolve Vita à estação de metro de Odivelas, fechando assim a malha de transportes na coroa norte de Lisboa. Pela primeira vez em Portugal, será implementado um sistema de transportes em via dedicada, cujo modo é um autocarro alimentado a energia eléctrica e que apresenta características de metro ligeiro, oferecendo os mesmos níveis de serviço. Também pela primeira vez, uma entidade privada, a Chamartin Imobiliária, associa-se a um projecto deste tipo, financiando a sua construção. Para Joaquim Raposo, presidente da Câmara da Amadora, este sistema “permite utilizar as vias existentes, com algumas adaptações, permite utilizar corredores próprios e não é preciso fazer outras obras como túneis e viadutos que realmente encarecem este país. Essa é uma grande vantagem”. Para o autarca, o objectivo passa igualmente por transformar o centro comercial num grande interface de transportes, onde as pessoas podem deixar o seu automóvel, gratuitamente, e utilizar o transporte público para fazerem as suas deslocações. O custo da obra, com uma extensão de cerca de sete quilómetros, ascenderá a cerca de 8 milhões de euros. Um investimento partilhado pelo Dolce Vita Tejo, que disponibilizará cerca de 4.450.000 de euros, para as infra-estruturas do MetroBus. A verba destinada à aquisição do material circulante será comparticipada, em 50 por cento, por fundos comunitários, ficando o remanescente a cargo da autarquia. Já o secretário de Estado dos Transportes, Correia da Fonseca, não deixou de elogiar o projecto referindo que o modelo de negócio apresentado deve “servir de bandeira a outros munícipios”, criticando deste modo o modelo encontrado para o projecto do Metro do Mondego, uma iniciativa da responsabilidade não só das autarquias envolvidas como também do Estado. “Temos neste momento o projecto do metro do Mondego e cada veículo que lá vamos meter custa três milhões de euros. Para transportar quantas pessoas? É óbvio que aquela gente precisa de ter um modo de transportes estruturantes, e vai ter, mas tem que ser adequado às necessidades reais da procura” referiu.

In: http://www.transportesemrevista.com/Default.aspx?tabid=210&language=pt-PT&id=2130

_________________________________
Metrobus liga Reboleira ao Dolce Vita Tejo (22.09.2010) Modsancionars4ok8
SMTCB-Fórum
SMTCB-Fórum
Fórum Admin

Mensagens : 1550
Registado : 14/02/2008

http://www.smtcb-forum.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

- Tópicos similares
Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum